Notícias


Publicado em:
5
2/2018

Qual a estrutura básica para abrir uma revenda de biojoias?

Empreendedor deve considerar, entre outros aspectos, o público que deseja atingir, e se fará ou não parte do processo de criação das peças



Metatags: Biojoia, Loja, Ponto de venda, Sementes, Folhas, Sustentabilidade, Sebrae

Produzidas com folhas, pedras naturais e sementes, as biojoias são um produto promissor no mercado, em um tempo em que cresce a preocupação com a preservação do meio-ambiente e reaproveitamento sustentável de recursos. As peças vão exatamente nesta direção, e, por isso, conquistam cada vez mais interessados não só na sua produção, como também na revenda. Mas, qual será a estrutura básica necessária para iniciar neste negócio?

Se a ideia é apostar na carreira de artesão - levando-se em conta o talento e interesse prévios na área -, um investimento maior será necessário na estrutura para armazenamento da matéria-prima, e no local para a produção das biojoias.

Isso porque os materiais precisam passar por delicados processos de higienização, a fim de eliminar fungos e parasitas, e de embalagem a vácuo, por se tratar de um produto perecível. Neste caso, galpões interligados ao local de revenda e também próximos à fonte de matéria-prima são uma solução a ser considerada.

Já quando a ideia é apenas comercializar a arte criada por outros artesãos, o empreendedor pode basear a escolha do imóvel principalmente no público final que pretende atingir: lojistas, importadores ou consumidores finais.

O ambiente da loja deve ser sempre claro e com poucos móveis, de modo a dar destaque e harmonização às cores das biojoias, colocando o produto em destaque. Luzes claras e econômicas, por exemplo, são uma boa opção para a decoração.

Como em qualquer loja de acessórios, é fundamental ter espelhos espalhados pelas paredes, assim como modelos de mesa à mão. Nas prateleiras e mostruários, o lojista deve dispor poucas peças de cada modelo, para que elas possam ser apreciadas com detalhes pelos clientes.

Em relação à equipe de vendas, é fundamental que o empreendedor invista em treinamento específico sobre a área, para colocar os funcionários em contato com o propósito principal do mercado de biojoias: o propósito da sustentabilidade no desenvolvimento de todas as suas ações.

Fonte: Primeira Página, com informações do G1 e Sebrae


Últimas notícias

Aumentam a procura por desodorantes orgânicos e naturais

Marcas apostam em ingredientes como óleo de coco e sálvia em seu portfólio
Leia Mais

Vai abrir uma loja? Veja cinco dicas que podem encurtar seu caminho até o sucesso

Mercado de produtos orgânicos e naturais tem forte concorrência, mas atenção aos detalhes é garantia de um comércio bem-sucedido
Leia Mais

Biofach gera US$ 53 milhões em negócios para empresas brasileiras de alimentos orgânicos

Participação no evento internacional foi organizada pela Apex-Brasil, com apoio do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável.
Leia Mais