Notícias


Publicado em:
21
2/2018

Pesquisadores da APTA lançam manual para produção orgânica de goiaba

Obra foi desenvolvida a partir da parceria dos pesquisadores da entidade com a SNA, e integra a série de capacitação técnica de publicações da Sociedade Nacional de Agricultura, com o Centro de Inteligência (CI) Orgânicos.



Metatags:

Os pesquisadores do Polo Regional de Pindorama da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), Juliana Altafin Galli, e da Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento (UPD) de São Roque, Sebastião Wilson Tivelli, lançaram o manual “Como produzir goiaba orgânica?”, em parceria com a Sociedade Nacional de Agricultura (SNA).

O manual apresenta assuntos como a aptidão da propriedade para a produção, a janela de produção orgânica; a aptidão do produtor; preparo do solo e dos principais tipos de adubos, como de plantio, de formação, de produção e o Bokashi, rico em microorganismos benéficos e com um rápido preparo; e biofertilizante.

Também são abordados os temas de transplante das mudas; cuidados iniciais após o transporte; tratos culturais, como cobertura morta, irrigação, controle de plantas espontâneas, podas de formação e produção; raleio e ensacamento dos frutos; controle de pragas e doenças, buscando o equilíbrio ecológico da propriedade; e comercialização do produto.
De acordo com Juliana, a obra tem como destaque o conteúdo sobre adubação e legislação. “A adubação foi explicada de forma bem didática aos produtores, com a apresentação de diversas receitas de fertilizantes, com os adubos permitidos na produção orgânica. Além disso, são inseridas cartilhas com a legislação de produção da fruta”, diz.

O manual apresenta um compilado de informações com uma linguagem mais acessível ao produtor. “Foi feito um agrupamento dos conhecimentos já adquiridos anteriormente por meio de artigos e revistas. Queremos mostrar que é possível a produção orgânica da goiaba e que essa forma de cultivo é mais viável, principalmente, aos pequenos produtores. Outro objetivo é fazermos o agricultor pensar em quem vai consumir o produto, onde ele irá vender”, explica a pesquisadora.

A obra foi desenvolvida a partir da parceria dos pesquisadores da APTA com a SNA. A edição integra a série capacitação técnica de publicações da Sociedade Nacional de Agricultura, com o Centro de Inteligência (CI) Orgânicos.

“A goiaba é uma das frutas mais consumidas no Brasil, tanto na forma in natura quanto processada para a fabricação de sucos, geleias e da indispensável goiabada”, diz Antonio Mello Alvarenga Neto, presidente da SNA. Segunda a pesquisadora da APTA, existem produtores de goiabas orgânicas, destinadas a indústria, em Itápolis e Fernando Prestes, cidades do interior paulista.

Para o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, publicações como esta é importante para levar informações, conhecimentos e tecnologias para o produtor rural e demais elos do setor de produção. “Isso ajudar a melhorar a renda dos produtores e é uma forma de aproximar a pesquisa do setor produtivo, recomendações do governador Geraldo Alckmin”, afirma.
Para fazer o download do livro, clique aqui.

Fonte: Assessoria de Imprensa APTA


Últimas notícias

Rodadas de Negócios promovidas pela Francal Feiras geram mais de R$ 30 milhões em 2018

Somente nas feiras BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH America Latina e NATURALTECH, as 399 reuniões pré-agendadas somaram quase R$ 16 milhões em negócios imediatos e prospectados para os 12 meses seguintes.
Leia Mais

Em 2019, Francal Feiras intensifica universo digital em seus eventos

Promotora mantém posicionamento de ir além dos negócios e oferecer muito mais do que conexão e negócios entre expositores e visitantes.
Leia Mais

Francal Feiras lança campanha para engajar expositores em ações de sustentabilidade

Selo Viva Verde convida empresas a gerarem o mínimo possível de resíduos durante as feiras.
Leia Mais