Notícias


Publicado em:
4
6/2018

Organis apresenta empório, degustação, tendências e novidades de 40 marcas

Entidade faz a mais completa ação de orgânicos na principal feira do setor



Metatags:

Um empório conceito, um estande com 13 empresas - sendo quatro marcas participando da primeira feira internacional - e um Fórum Internacional sobre produção orgânica são as ativações que o Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável – Organis - traz para a Bio Brazil Fair 2018.

“Essa é a maior e mais importante feira do setor na América Latina e, como vitrine do mundo orgânico e sustentável, temos uma ação de educação ao consumidor, com a campanha “Eu Escolho”, informando sobre os diferenciais do orgânico. Vamos também apresentar as marcas que são associadas ao Conselho e seus produtos e promover negócios, pois essa feira é a mais relevante do segmento, espaço para bons negócios”, explica Cobi Cruz, diretor do Organis.  Além dos expositores nos espaços do Organis, 29 associados têm estandes próprios.

Empório com lançamentos e degustação

O espaço que recebe os visitantes é o empório Organis, com 13 marcas que vão promover degustação todos os dias da feira. As empresas expositoras são: Jalles Machado (açúcar e geleias), Xingu (açaí), Jasmine (linha variada de orgânicos), Labra (trading), Yaguara (gin e cachaça), Homeopatia do Brasil (linhas de cosméticos e produtos homeopáticos), Amzn’s (açaí), Sitio do Moinho (agave e mix de produtos), Original UH-ME (desodorante mineral), TiiV (vodka), Vapza (soja, quinua, feijão carioca e preto, arroz integral e mix 7 grãos), Fato (alho) e Goola (açaí).

Em outro espaço, quatro empresas que participam pela primeira vez de uma feira internacional e os negócios prometem, pois são produtos com muita demanda no mercado: pimentas e geleias goumerts (Soul Brasil), chá de hibisco (CAAPIM), vodca (Tiiv) e polpa de frutas (Xingu Fruit).

Outras oito empresas mostram seus mix de produtos das marcas nem estande compartilhado: Dr. Stanley (ração para pets), Bambusa (lingerie de algodão orgânico), Ecosus Agronomia (consultoria em orgânicos), Famo (alho), Amazon Polpas (açaí e frutas tropicais), Fazenda Bela Época (café), Yaguara (gin e cachaça)  e Petruz Fruit (açaí e outras polpas)

A entidade promove também mais uma edição do Fórum Internacional da Produção Orgânica e Sustentável. Em dois dias, as principais autoridades, empresários e técnicos se reúnem para debater a chamada terceira onda dos orgânicos.

Essa intensa agenda do Organis demonstra como o Conselho agrega os vários segmentos da cadeia de orgânicos e sustentáveis, se tornando um dos representantes do setor com 60 empresas associadas e participação em discussões de políticas públicas.

“Já temos 12 anos de experiência nas ações internacionais com o Programa Organics Brasil e nos últimos dois anos estabelecemos prioridade no mercado interno com a fundação do Organis”, explica Cobi Cruz, diretor do Organis.


Fonte: Assessoria ORGANIS


Últimas notícias

PMEs brasileiras estão de olho na indústria 4.0

Pesquisa aponta que 38% das pequenas e médias empresas enxergam nas tecnologias o caminho para melhores produtos e serviços.
Leia Mais

Aumenta a previsão de crescimento da economia em 2019

Dados estão no Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central.
Leia Mais

Produtor de Curitiba investe no cultivo de cebola orgânica

Agricultor de Quatro Barras afirma que o preço é equivalente ao de outras culturas e que recebe 30% a mais pelo fato de ser orgânica.
Leia Mais