Comércio Digital

14 dicas para se dar bem na Black Friday

Especialista ensina como e-commerce pode planejar ações e ampliar vendas.

 

Para Felipe Rodrigues, especialista em e-commerce e sócio fundador do ENVIOU (que reúne uma suíte de ferramentas que ajudam as lojas online a vender mais) e do Meu Dim Dim (plataforma de cashback), é possível fazer um bom planejamento para a Black Friday 2019.

O especialista listou 14 dicas para que os e-commerces possam se preparar para a data, considerada uma das mais importantes para as lojas online no ano:

  1. Comece a pensar na data com antecedência. Um bom planejamento vai refletir diretamente no resultado da ação;
  2. Verifique seu estoque e se certifique quanto à disponibilidade de produtos. Essa é uma boa ocasião para fazer queima de estoque em caso de produtos que não tiveram “saída” anteriormente;
  3. Converse com o time de logística, tanto interno quando externo, e certifique-se de que não haverá problemas com as entregas;
  4. Tenha sempre em mente que essa é uma oportunidade para atrair e conquistar novos clientes – aqueles que não conhecem a loja ou que não compraram nela anteriormente – assim, certifique-se de que o cliente terá uma experiência positiva e marcante. Para isso, cuide para que a loja online não saia do ar;

 

  1. É importante ter um time de atendimento preparado para sanar dúvidas e auxiliar os clientes no momento de efetuar as compras inclusive durante a madrugada, quando o número de pessoas acessando as lojas tende a crescer;
  2. Atenção ao preço dos produtos. O consumidor está atento e pesquisando os produtos que quer adquirir desde já, assim, cuidado com os preços praticados atualmente e os que serão anunciados na Black Friday. Garanta que o desconto será real;
  3. Também é importante tomar cuidado com o valor do frete. Não adianta oferecer desconto no produto e embuti-lo no frete. Não tente enganar o consumidor;
  4. Outro ponto importante: seja transparente. Se determinado produto em promoção for de uma coleção anterior, deixe isso claro;
  5. Para garantir que os clientes saibam dos itens em promoção, comece a anunciar a participação da loja na Black Friday com algumas semanas de antecedência. Um bom meio para isso é o e-mail marketing. Seja criativo, ofereça pequenas “pílulas” do que será possível adquirir com descontos;
  6. Faça comunicações inteligentes. Avalie o histórico de compras de quem já é cliente da sua loja e, se possível, ofereça produtos relacionados na Black Friday com descontos especiais para esse consumidor específico. Ele se sentirá prestigiado e lembrado pela loja. Essa é uma boa forma de firmar relacionamento e fidelizar clientes;
  7. Ainda pensando no cliente, busque formas de oferecer vantagens a ele. Que tal oferecer cashback, por exemplo? Caso a loja já trabalhe com esse tipo de “ferramenta”, avalie a possibilidade de ampliar o percentual de cashback durante a Black Friday. Não se esqueça, a pesquisa do Google mostra que uma parcela importante dos consumidores pensa em fazer suas compras em lojas físicas;
  8. Trabalhe com seu time para fazer com que a Black Friday seja positiva para todos e para que sua loja não se enquadre entre as lojas que fazem “Black Fraude”. Uma reputação manchada dificilmente é recuperada;
  9. Faça benchmarking. Analise e entenda em que aspectos é possível melhorar a atuação da sua loja a fim de oferecer atendimento de qualidade ao seu cliente;
  10. Por fim, avalie se é viável para a sua loja fazer uma “Black Week” ou “Black Month” e só aposte nisso se realmente houver estrutura para tal. Como a pesquisa do Google aponta que os consumidores entendem que a Black Friday não se restringe apenas à sexta-feira. Essa pode ser uma boa estratégia.

 

Leia também: Livro propõe método de adaptar vendas à indústria 4.0

 

Leia também: 4 provas de que todo negócio pode ter sucesso pela Internet

 

Fonte: Primeira Página, com informações da ENVIOU.

Redes Sociais