Mercado

Número de estabelecimentos de produção orgânica cresceu mais de 1.000% em dez anos

Mesmo com avanço, há ainda muito espaço para ampliação da atividade, já que apenas 1,4% do total de propriedades eram certificadas em 2017.

 

Dados do Censo Agropecuário do IBGE mostram que, de 2006 a 2017, o número de estabelecimentos agropecuários com a certificação de produção orgânica cresceu mais de 1.000% no Brasil, saltando de 5.106 para 68.716.

Trata-se de um avanço importante para o País e, apesar do avanço, há ainda muito espaço para crescimento, pois apenas 1,4% do total de propriedades eram certificadas em 2017.

Minas Gerais é o estado com o maior número de estabelecimentos agropecuários de agricultura orgânica: são quase 11 mil. Em seguida, estão Pernambuco, Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul. Alguns dos principais alimentos produzidos dessa forma são café, cacau, soja, açúcar, frutas tropicais e arroz, além da pecuária.

Na fazenda do José Nicácio Itagyba, de 76 anos (foto), em Carmo de Minas, no sul do estado, os funcionários e suas famílias têm direito à moradia gratuita perto do local de trabalho, com água corrente e ônibus escolar na porta.

Também recebem salários acima da média para a região, são recompensados por assiduidade e possuem banco de horas trabalhadas. Por fim, não têm de lidar com produtos químicos nas lavouras.

Tudo isso porque a propriedade segue os preceitos da agricultura orgânica, a qual visa a uma produção ambiental, econômica e socialmente sustentável. Itagyba mantém anotações de todos os processos realizados na lavoura.

Periodicamente, ele recebe visita de auditores que verificam se a fazenda continua trabalhando de maneira orgânica, para ter direito a seguir usando o selo de certificação.

 

Leia também: Adidas lança peças com tecidos reutilizados e celulose

Leia também: Agricultores de SC utilizam tecnologia para ampliar mercado de orgânicos

 

Fonte: Primeira Página, com informações do site Agência IBGE.

Redes Sociais